Da Setur

 

A partir de julho, os pernambucanos passam a contar com mais uma frequência internacional: o voo Recife-Santiago. Operada pela Gol Linhas Aéreas, a nova rota ligará, semanalmente, aos sábados, a capital do Estado à capital chilena, funcionando como mais uma importante porta de entrada de visitantes para Pernambuco.

O lançamento do voo acontece nesta sexta-feira, em solenidade no Palácio do Campo das Princesas, às 11h, com a presença do governador Paulo Câmara, do secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco, Rodrigo Novaes; do prefeito do Recife, Geraldo Júlio; da secretária de Turismo, Lazer e Esportes do Recife, Ana Paula Vilaça; do presidente da Gol, Paulo Kakinoff, e do diretor de Relações Internacionais da Gol, Cláudio Borges.

O voo Recife-Santiago tem estreia marcada para 6 de julho, com decolagem prevista para as 20h50 na capital pernambucana, chegando a Santiago às 2h20. O retorno da aeronave será às 14h35, desembarcando no Recife às 21h45. A Gol estuda utilizar para a rota os equipamentos 737-800 ou Max, ambos com capacidade para até passageiros 176, que poderão escolher entre viajar na classe econômica ou na GOL Premium.

“Estamos muito felizes com o lançamento deste voo, que já é o segundo de 2019, sendo o primeiro internacional. É uma demanda antiga do trade local, e temos a certeza de que será uma excelente porta de entradas de turistas para Pernambuco. Os chilenos gostam de viajar para aproveitar destinos culturais e de natureza e aventura, que estão entre as especialidades do Estado. A partir de julho, vamos fazer um importante trabalho de divulgação do destino Pernambuco em Santiago para atrair estes novos visitantes”, destaca o secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco, Rodrigo Novaes.

COMPORTAMENTO DO TURISTA CHILENO – Segundo estudo do Ministério do Turismo, o Chile foi o terceiro maior emissor de turistas para o Brasil em 2017, totalizando 342.143 visitantes. Neste período, os meses de maior fluxo de turistas chilenos foram dezembro e fevereiro, sendo o ápice do registro do número de visitantes atingido em dezembro.

Também em 2017, o número total de chilenos que fizeram viagens internacionais foi de 4,2 milhões de pessoas, que gastaram US$ 3 bilhões no período. O Brasil figura em quarto lugar no ranking de países visitados por este povo, logo atrás de Argentina, Peru e dos EUA.

Ainda segundo a pesquisa, o chileno é um visitante que se programa com antecedência, gosta de planejar suas viagens de cinco a três meses da data de início, e privilegia destinos marcados pelos esportes, rica cultura e beleza natural. Há ainda uma preferência pelo sistema all inclusive.

O gasto médio per capita do turista chileno no Brasil por motivo de lazer (US$ 72,72) foi quase o mesmo gasto por motivo de negócios (US$ 75,50). Já o gasto médio por outros motivos contabilizou o menor valor (US$ 31,65).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *