Do G1

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, que se afastou do cargo para reassumir o mandato de deputado federal para votar a favor da reforma da Previdência, afirmou nesta sexta-feira (12) que o governo prevê a conclusão da votação do segundo turno da matéria no Senado entre 9 e 15 de setembro.

Nesta sexta, os parlamentares ainda tentam finalizar a análise da matéria em primeiro turno na Câmara dos Deputados. Para encerrar a etapa, os deputados precisam ainda analisar ao menos sete destaques, que são sugestões para alterar pontos específicos da proposta.

Depois, é preciso que a matéria seja votada novamente pelo plenário da Casa, desta vez em segundo turno. Vencida esta etapa é que o projeto seguirá para o Senado.

Segundo Onyx, na eventualidade de a conclusão da votação da reforma na Câmara ficar para agosto, o cronograma previsto pelo governo não seria “muito” alterado.

“No nosso planejamento original já feito após a votação em primeiro turno aqui no diálogo com o Senado Federal, é de votar o segundo turno lá no Senado na semana posterior ao Dia da Pátria. A ideia é que seja ali entre 9 e 15 [de setembro] a gente ter ela aprovada lá”, afirmou Onyx.

“Na eventualidade de a gente ir para agosto, sendo na primeira semana, não altera muito esse calendário”, completou o ministro.

De acordo com o chefe da Casa Civil, é possível vencer os destaques nesta sexta-feira e finalizar a votação do primeiro turno.

“E depois vamos olhando, tem quórum, vamos adiante, vamos entrar noite adentro. Não tem quórum, vamos ver como fica melhor. Mas aí eu acho que o mais prudente seja realmente agosto. A presença dos parlamentares que vai definir como vai ser a estratégia”, disse Onyx.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *