Do UOL 

O general Augusto Heleno, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), defendeu na manhã de hoje a escolha dos militares que são levados em comitivas aéreas do presidente Jair Bolsonaro e lamentou a prisão do sargento Manuel Silva Rodrigues, que foi preso na Espanha com 39 kg de cocaína.

“É lamentavel o fato, principalmente porque as tripulações que trabalham e transitam nas aeronaves do GTE (Grupo de Transporte Especial), não só as aeronaves do presidente, são escolhidos a dedo, é um trabalho extremamente consciente da sua grandiosidade, da sua responsabilidade”, explicou o ministro em depoimento em uma sessão conjunta de duas comissões da Câmara (Relações Exteriores e Defesa Nacional, e Direitos Humanos).

“Um fato desse surpreendeu a todos e obviamente merece ser apurado e quem estiver envolvido fatalmente responderá pelo crime que cometeu ou pela irregularidade que cometeu, e nós teremos condições de dizer que o problema foi saneado, isso não acontecerá de novo”, afirmou Heleno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *