Do UOL

O líder do PSL no Senado, Major Olimpio (PSL-SP), criticou hoje em São Paulo os filhos do presidente Jair Bolsonaro (PSL), dizendo que eles têm “mania de príncipes” e causam problemas para o pai.

Olimpio também defendeu abertamente a saída do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) da legenda. Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio, teve movimentações atípicas milionárias em sua conta quando trabalhava no gabinete do filho do presidente na Assembleia Legislativa do Rio.

“Gostaria que o Flávio saísse? Gostaria. Nunca escondi isso de ninguém. E outra coisa: nós apoiamos o presidente Bolsonaro. Não reconheço no país ainda monarquia, dinastia, filho príncipe, nada disso. Aliás, o que está desgastando muito o presidente são filhos com mania de príncipes”, afirmou Olimpio. “90% das preocupações dele acabam decorrendo disso.”

O senador também abriu fogo contra o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que em sua visão promoveu uma “conspiração” por meio de aliados para colocar o presidente e o PSL em conflito.

Olimpio citou nominalmente o ex-ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Admar Gonzaga, que tem atuado como consultor de Bolsonaro, e a advogada do presidente, Karina Kufa, como integrantes da “conspiração”.

“O ex-ministro Admar, a advogada Karina Kufa, trabalhando na socapa, na sorrelfa, pelos bastidores, infelizmente com o Eduardo Bolsonaro, que promoveu tudo isso aí. Só quem perde com isso é o presidente Bolsonaro e o país. O PSL vai sair fortalecido.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *