Debandada à vista no PTB

Com o ex-senador Armando Monteiro Neto vivendo um período sabático em Portugal – vindo de forma esporádica ao Brasil -, a informação que circula nos bastidores da oposição é que está para acontecer uma debandada nos quadros do PTB, partido comandando em Pernambuco pelo ex-candidato a governador, que, durante um bom tempo, foi o principal contraponto à Frente Popular no estado.

A eminente diáspora petebista pode já ter tido início com o pedido de desfiliação do ex-deputado estadual Júlio Cavalcanti. O ex-parlamentar saiu de boa, é bem verdade. Argumentou que sua desfiliação foi pelo fato de não estar exercendo mandato, o que lhe permitir investir energia em projetos pessoais não atrelados à política.

Cogita-se a possibilidade de que seu irmão, o ex-deputado federal Zeca Cavalcanti, também opte por deixar as fileiras petebistas para disputar novamente a Prefeitura de Arcoverde; desta vez abrigado em uma legenda da Frente Popular. O movimento no PTB é natural, já que seu principal líder encontra-se afastado. Afinal, não há espaço vazio na política.

Se confirmada a debandada de mais petebistas, terá início uma disputa dentro da oposição por abrigar esses políticos. Certamente, vão se candidatar os grupos do senador Fernando Bezerra Coelho, dos Ferreira, do PSDB de Bruno Araújo e do DEM de Mendonça Filho. Há que se registrar ainda que alguns desses quadros devem optar por migar direto para a base do governo.

Liberdade de Imprensa- Sobre o mais recente caso de vazamento de mensagens, é bom deixar claro que o The Intercept Brasil, responsável por divulgar as conversas entre Sérgio Moro e os procuradores da Lava Jato, não pode usar o manto da liberdade de Imprensa para justificar sua ação. O que está acontecendo é uma operação planejada para obter o resultado que está tendo. Antes que alguém grite, o outro lado é useiro e vezeiro da mesma postura. São farinha do mesmo saco.

Infraestrutura – Em Brasília, o governador Paulo Câmara teve encontro com ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, Carlos Alberto Santos Cruz. O socialista apresentou os investimentos prioritários para o estado no âmbito de infraestrutura, e solicitou apoio da União. Entre as iniciativas, intervenções nas BRs 101 e 232; a retomada das obras da Ferrovia Transnordestina e o segundo terminal de contêiner do Porto de Suape.

Ginásio Fernandão – Já o secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco, Rodrigo Novaes, assinou uma ordem de serviço para viabilizar a recuperação do Ginásio Poliesportivo Fernandão, em Ribeirão, na Mata Sul. Acompanharam o ato o prefeito Marcello Maranhão e o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado, Aluísio Lessa. Com uma área de mais de 1.600 metros quadrados, o espaço passará por uma série de reparos.

Isenção de taxas – Projeto de Lei interessante do deputado estadual Professor Paulo Dutra determina isenção de taxas em concursos públicos para quem doar livros à bibliotecas públicas. Caso a matéria seja aprovada, o cidadão assegurará o benefício doando ao Banco do Livros de Pernambuco 50 exemplares, sejam novos ou usados, em bom estado de conservação, dentro de um período de 12 meses antes da publicação do edital do concurso.

Drops

ARMAS NÃO! – A CCJ do Senado aprovou, ontem, relatório alternativo do senador Vital do Rêgo (PB) pedindo a suspensão do decreto sobre porte de armas editado pela Presidência da República. A proposição ainda será avaliada no plenário da Casa antes de seguir para a Câmara dos Deputados.

ARTICULAÇÕES – Deputado federal e ex-prefeito de Olinda, Renildo Calheiros anda afastado da política pernambucana porque está mergulhado completamente nas articulações nacionais dos partidos de esquerda contra a reforma da Previdência.

GORDURA TRANS – Gordura trans foi tema de uma audiência pública na Câmara Federal, ontem. A proposição foi do deputado Felipe Carreras, o que abriu espaço para discussões sobre a regulação da Anvisa; bem como os riscos da substância para a saúde do consumidor brasileiro

Uma pergunta: quem será o próximo a deixar o PTB?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *