A Comissão de Desenvolvimento Econômico e Turismo, da Assembleia Legislativa do Estado, realizou na manhã da última terça-feira (01/10), no Auditório Enio Guerra, Audiência Pública para ouvir representantes dos municípios pernambucanos, excluídos do Mapa do Turismo Brasileiro 2019/2021, divulgado recentemente pelo Ministério do Turismo.

Tal audiência é decorrente de requerimento de autoria do Deputado Sivaldo Albino (PSB), que tomou a iniciativa depois de ver seu município natal, Garanhuns, na lista dos 27 excluídos.

Dentre as autoridades presentes, compareceram ao evento o Secretário Estadual de Turismo e Lazer, Rodrigo Novaes; o Vice-presidente da Empetur, José Neves Neto; a Diretora de Estruturação de Empetur, Caroline Marques, além do representante Laércio Queiroz, representante da Amupe, além dos deputados estaduais Erick Lessa, Romero Sales Filho e o próprio Sivaldo Albino.

Mais de uma dezena de municípios se fizeram presentes, a exemplo de Salgueiro, Agrestina, Bonito, Ingazeira, Lagoa dos Gatos, São Bento do Una, Solidão, dentre outros.

Na ocasião, o Secretário Rodrigo Novaes disse que está no aguardo da posição oficial do Ministério do Turismo, no que diz respeito à ampliação do prazo para que Garanhuns apresente sua documentação para sua reinclusão no Mapa, uma vez que outros municípios de Pernambuco e de vários outros estados também expressaram igual pretensão, caso Garanhuns consiga seu intento.

O Secretário de Turismo salientou ainda que o caso de Garanhuns foi o mais emblemático porque se trata de um dos principais cartões de visita de Pernambuco e do Nordeste, de modo que sua exclusão pegou todos de surpresa, embora, segundo ele, Garanhuns não tem participado ultimamente de nenhuma das reuniões promovidas pelo estado voltadas para o planejamento e promoção do turismo pernambucano, fato que considera inexplicável.

Sivaldo Albino salientou que é lamentável o posicionamento de Garanhuns, mas tem torcido e se colocado à disposição para que o município consiga cumprir com as exigências do Ministério e ser novamente incluído no Mapa do Turismo Brasileiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *